quarta-feira, 14 de março de 2012

NA NOSSA CASINHA TEM QUE TER

Uma rede bem gostosa pra gente se balançar


Esse utensílio doméstico nós ganhamos dos indígenas, que originalmente eram feitas com cipó e lianas. Chamadas de hamaka
Hoje em dia, as redes são fabricadas de diversas formas e materiais, desde as mais tradicionais de fio, tecidas em "batelão" (tear) mecânico ou elétrico, até as feitas a partir de tecido ou de materiais sintéticos como nylon e outros materiais. Temos das mais simples as mais modernas, que podem ocupar a parte externa e interna da casa.

Ela ajuda a deixar seu espaço mais charmoso e harmonioso. Mas não tenha ela somente para decoração, é sua obrigação, descansar, relaxar, retirar o stress o dia-a-dia, sendo tirando um cochilo, lendo um livro, conversando no balanço da rede.

Lembro que na minha casa sempre houve rede na varanda, e tive ela de vários tecidos, cores e estilos. Sempre que passava um daqueles vendedores ambulantes, minha mãe tratava de chamar, Fulano quanto custa? Lá vinha mais uma pra coleção. E quando criança, como era bom brincar nelas, dormir, rir com as amigas, me faz lembrar uma infancia divertida e inocente.















Quanta fofura, aqui foi a parte que me derreti todaaaaa! Rs
 



Divertida e tranquila, você já pensou em ter uma hamaka em casa, ou nem cogita a idéia?










P.S.: Namorado hoje ta brabinho, mas penso que também vai gostar da idéia, lugarzinho diferente pra namorar, rs

2 comentários:

  1. ahh que lindo, quero uma dessa em casa tbm... mto fofo o neném dormindo!!! assim eu me derreto toda, já sou manteguinha derretida ai vejo umas coisas dessas srrsrss.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Opa, já to até vendo minha redinha lá pendurada...eh blz!!! Tb vou te seguir...e ler todinho o blog q é bem diversificado, muito legal! Afinal, nem só de obra vive uma mulher né? Bjssss

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, espero te ver novamente por aqui! Assim que der, retribuirei com muito carinho ♥
Se você me seguir, deixe seu blog para que eu posso seguir novamente.
Beijos, beijos